//
Você está lendo...
Economia e Agro, Matérias

Leilão de ovinos incentiva melhoramento genético em MS

Autor: Andriolli Costa / Rural Centro
Publicado em: 11/05/2011

dorperO mercado brasileiro da produção de ovinos tem ganhado cada vez mais força nos últimos anos. Com a diminuição das exportações da carne do Uruguai – o principal fornecedor do país – ,os produtores locais tiveram espaço para avançar os investimentos na cultura. Desta forma, a criação de cordeiros vem deixando o status de produção secundária, voltada para o consumo caseiro, e ganhado força como alternativa de renda para o produtor.

Em Mato Grosso do Sul, dialogando com o novo momento da ovinocultura no país, o 3º Leilão Dourados Dorper Show traz novas opções para melhorar a aptidão genética dos animais. “O Dorper é uma raça rústica, desenvolvida na África do Sul e caracterizada pelo rendimento de carcaça e precocidade. O choque de sangue traz todos esses benefícios para o rebanho”, explica Luis Gustavo Barbosa, proprietário da Cabanha Morena e um dos realizadores do evento. De acordo com ele, enquanto é possível abater um cordeiro comum em seis meses, o Dorper está pronto para o abate em até quatro.

Barbosa esclarece que o Dorper é uma raça que imprime muito forte suas qualidades nas crias. Como resultado, a presença de um puro-sangue numa propriedade rural pode melhorar consideravelmente as características genéticas dos animais. Durante o leilão, serão oferecidos 50 lotes, entre reprodutores, fêmeas e meio-sangues.

Ainda de acordo com o produtor, durante primeiro Dorper Show o evento rendeu R$ 210 mil em arrecadação. Na segunda edição, no entanto, o total foi de R$ 100 mil. “A nossa região é muito agrícola, e os preços dos grãos em 2010 não foram bons. Os produtores estavam com menos poder de compra, e a arrecadação foi menor”. Este ano, no entanto, com os bons índices do preço das commodities, a expectativa é atingir um sucesso tão grande quanto da primeira edição.

Mercado de Ovinos
Responsável pelas vendas da Dorper Campo Verde – empresa especializada na criação do animal puro-sangue que também promove a Dorper Show, Lucas Heymeyer viaja o Brasil inteiro acompanhando leilões de ovinos. “Só para você ter uma ideia, hoje estou no Mato Grosso, sexta-feira estarei no Maranhão e semana que vem em Mato Grosso do Sul”, relata. A cada local que passa, Heymayer percebe uma evolução no mercado da ovinocultura.

De acordo com ele, antigamente o costume era abater os animais mais velhos, que tinham um gosto forte na carne. “Hoje abatemos o cordeiro com 120 dias. É uma carne adocicada, que chama atenção do consumidor, principalmente das mulheres”. Restaurantes e casas de carne, principalmente do sudeste, são os maiores compradores.

A demanda, ainda que a primeira vista restrita, não é suprida pelo mercado interno, o que eleva o preço da carne de ovino no mercado e atrai os produtores rurais. Heymeyer aponta que a arroba do cordeiro pode ser comercializada por até R$ 150. “Além disso, o ciclo entre gestação e abate é muito menor que dos bovinos. Enquanto um novilho precoce pode ser abatido com 20 meses, o cordeiro – entre a gestação e o abate – está pronto em nove”, finaliza.

Serviço
O 3º Leilão Dourados Dorper Show acontece no dia 21 de maio, sábado, às 20h no Parque de Exposições em Dourados/MS. O evento é parte integrante da 47ª Expoagro. Mais informações pelo site http://www.douradosdorpershow.com.br

Anúncios

Sobre Andriolli Costa

Jornalista sul-mato-grossense em terras gaúchas. Atua principalmente nas áreas de jornalismo científico, cultural, rural e com estudos de Jornalismo.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Twitter

%d blogueiros gostam disto: