//
Você está lendo...
Economia e Agro, Matérias

Dorper é a primeira raça de ovinos a ter carne certificada no Brasil

Andriolli Costa / Rural Centro
Publicado em 15/06/2013

carne-de-ovinos-certificada-dorperO mercado de carnes de ovinos no Brasil segue em constante expansão. O rebanho brasileiro, com cerca de 14,6 milhões de animais segundo o IBGE, ainda não é capaz de suprir a demanda e faz com que o país precise importar da Argentina, Uruguai ou mesmo da Nova Zelândia animais vivos, resfriados ou congelados para o abastecimento interno.

Tal demanda vem de hotéis e restaurantes, redes de supermercados, casas de delicatessen ou butiques de carnes com um público consumidor conhecido pelo alto nível de exigência. E é neste cenário que a Associação Brasileira de Criadores de Dorper (ABDorper) lança o selo de qualidade cordeiro Dorper certificado.

Diretor técnico da Associação, Carlos Vilhena afirma que o Dorper é a primeira raça de ovino a apresentar certificação no País. Ele explica que selo identifica que o animal possui pelo menos meio sangue Dorper ou White Dorper, uma raça sul africana conhecida por sua aptidão para carne.

Com a heterose do cruzamento industrial de um reprodutor Dorper com uma fêmea de qualquer outra raça – mesmo as com aptidão para lã – é possível conseguir um animal mais precoce, com maior ganho de peso e que pode ser abatido com quatro ou cinco meses com 35-45 kg de peso vivo.

A idade, como explica Vilhena, tem grande influência no sabor: “Durante muito tempo nós comemos ovelhas velhas do Uruguai. É uma carne gordurenta, de sabor muito forte. No caso do Dorper o cordeiro jovem ganha em sabor e maciez, e não tem aquele ranço forte”.

Além de verificar e padronizar o período de abate as carnes que receberem o selo de certificação também possuem acabamento de gordura padronizado. Quem emite o selo é a VPJ Alimentos, empresa que também certifica carne de Angus. “O produtor vende o animal para a certificadora que faz o abate terceirizado e seleciona aqueles cortes que vão receber o selo”, esclarece Vilhena.

Atualmente mais de 50 produtores comercializam seus animais para a VPJ, com contratos de dois ou três anos para fornecimento. O valor pago pelo produto é de 10% a mais do que o oferecido pela indústria.

Feicorte

O selo cordeiro Dorper certificado será lançado durante a 19ª edição da Feicorte, a Feira Internacional da Cadeira Produtiva da Carne, que acontece em São Paulo de 17 a 21 de maio. Uma das principais atrações do evento será a Feinco Preview 2013, parte da Feira Internacional de Caprinos e Ovinos. Na terça-feira cerca de 500 animais de diversos estados brasileiros participam de um julgamento das raças Dorper e White Dorper para avaliar e divulgar a qualidade dos ovinos. Já na quarta ocorre também o Leilão Ouro – Dorper Campo Verde, com venda de matrizes, genética e reprodutores.

Esta é a terceira vez que a Campo Verde participa da Feicorte e agrega bons resultados. Carlos Vilhena, que também é gerente da empresa, relata que a aceitação dos ovinos na feira é muito boa. “O nosso objetivo é a produção de carne, mas com tecnologia, qualidade e precocidade. É uma proposta que se encaixa muito bem com a Feicorte”.

Anúncios

Sobre Andriolli Costa

Jornalista sul-mato-grossense em terras gaúchas. Atua principalmente nas áreas de jornalismo científico, cultural, rural e com estudos de Jornalismo.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: